Blog da TMI

Inovação: Niraj Towers usará tecnologia BIM, que vem revolucionando a construção civil

Compartilhe :

Mais do que uma grande tendência na construção civil, a metodologia BIM (Building Information Modeling, ou Modelo de Informação na Construção) tornou-se uma realidade. Ela será adotada de forma avançada pelo Grupo TMI para desenvolvimento do Niraj Towers, na Avenida dos Estudantes, em Rondonópolis. Este complexo compreende duas torres residenciais, que serão as mais altas do Centro-Oeste e contarão ainda com um shopping center, centro de eventos e hotelaria. A metodologia promete gerar uma série de benefícios ao longo do desenvolvimento dos projetos e também na execução da obra.

A TMI conta com o apoio de uma empresa catarinense referência em gestão de projetos em BIM, a Canteiro AEC, para a gestão da construção virtual do Niraj Towers. Antes de mais nada, convém explicar que essa metodologia utiliza modelos de informação, seja gráfica e não gráfica, para todo o ciclo de vida de um empreendimento. Os modelos permitem o desenvolvimento de um processo de construção virtual que antecipa a tomada de decisão, gerencia a informação e as especificações e compatibiliza a obra de maneira virtual. Permite também a geração de documentos de construção, ou projetos executivos com especificações técnicas, a partir do próprio modelo compatibilizado, gerando economia e evitando decisões críticas durante a obra.

Imagem mostra construção virtual do Niraj em desenvolvimento, com o projeto da estrutura e da arquitetura em evolução

O diretor executivo da Canteiro AEC, Márcio Orofino, explica que o BIM permite, na prática, evoluir do processo tradicional projetos em 2D, que vem desde as pranchetas com desenhos manuais, para ferramentas computacionais e avançar para um banco de dados de informações, com visualização 3D. Com isso, argumenta que é possível fazer uma antecipação de toda obra de forma virtual. “Hoje temos modelos que representam todos os sistemas construtivos, como estrutura, vedações, aberturas, portas, equipamentos, tubulações, das diferentes disciplinas de arquitetura e engenharias”, aponta.

A execução da construção virtual do Niraj Towers permitirá, segundo o diretor, tomar uma série de decisões de forma antecipada, evitando erros, retrabalhos e reduzindo drasticamente os custos. Além da gestão de modelagem do projeto, a empresa catarinense fará a coordenação, gerenciamento e compatibilização de todas as disciplinas de projeto desta obra virtual. “Assim, transformamos esse banco de dados de projetos em documentos para a construção, ou seja, um conjunto de modelos e também os tradicionais desenhos e pranchas que vão para o canteiro de obras”, acrescenta.

Diretor-executivo da Canteiro AEC, Márcio Orofino

A metodologia BIM será crucial especialmente considerando a grandiosidade do Niraj Towers, com 62 pavimentos e 250,5 metros de altura. Márcio Orofino diz que a metodologia permite o cruzamento e o rastreamento de dados, identificando conflitos e garantindo mais assertividade e confiabilidade, desde a tomada de preços até a execução da obra. Nesse contexto, assegura que os resultados alcançados na construção civil, com a atuação de mais de 10 anos em construções virtuais em BIM, têm sido muito relevantes. “A economia é da ordem de milhões de reais, o benefício versus o custo é extremamente grande na adoção da metodologia BIM”, afirma.

É exatamente isto que vem gerando grandes expectativas na TMI. Segundo o arquiteto da empresa Victor Bruno Reis, que atende o Niraj Towers, o uso dessa metodologia será algo fora da curva para o empreendimento e para a região Centro-Oeste do Brasil. Ele atesta que, devido a grandiosidade do Niraj, vai otimizar muito os trabalhos no desenvolvimento do projeto, com automatizações e uso inteligente das informações, tudo centralizado em um Ambiente Comum de Dados, ou CDE na sigla em inglês, Common Data Environment.

Victor Bruno Reis, arquiteto da TMI que atende o Niraj Towers

Diante das tecnologias e de tudo que vem trazendo de positivo para o mercado local, conforme Victor Reis, como profissional de Rondonópolis, é uma grande oportunidade participar de um empreendimento da envergadura do Niraj. “Eu ainda não tinha visto uma empresa em Mato Grosso trabalhando dessa maneira em algum projeto”, diz. “Todos nós encaramos como um desafio em vários aspectos, considerando ser uma obra com grandiosidade de engenharia e arquitetura como o Niraj”, finalizou Victor para a reportagem.

Veja Também

Desenvolvimento: Região Salmen se consolida em serviços de saúde e atrai investimentos

Niraj Towers: Obras dos maiores prédios do Centro-Oeste começam a movimentar construção civil da cidade

Valorização: Avenida dos Estudantes se prepara para ser a ‘bola da vez’ no mercado imobiliário

Prêmio ACIR: Thiago Muniz é eleito o Empresário do Ano e consagra TMI como melhor construtora

Evolução de obras: Empreendimentos entram na reta final e recebem corretores de imóveis